Wednesday, January 26, 2011

Treasure Island - Resort & Casino

Conversando com o pessoal do Afton antes do feriadão do Dia do Presidente (post passado), consegui marcar mais um passeio. Dessa vez estávamos conversando sobre o Cassino! Cara, que da hora, eu nunca tinho ido em um. A Natasha, que morava em Prescott, então combinou só com nós intercambistas, pra levar a gente no Cassino, o Treasure Island - Resort & Casino. No começo tinha até muita gente que queria ir, mas no final alguns não puderam ir e fomos eu, a Natasha, o Carlos e a Helena.
Marcamos de ir ao Cassino depois do nosso turno, todos nós trabalhamos de manhã, no dia após o meu "Triple Double", ou seja, na terça feira dia 17 de fevereiro. O bom de marcar assim com o pessoal de lá é que sai tudo free, a gente vai de carona, o pessoal é super gente boa, fazem questão de fazer a gente conhecer os lugares, que nem quando fui fazer o ice fishing, foi um dia que eu não gastei nada, só a licença pra pescar, porque até carona pra ir e pra voltar eu tive. O Cassino fica no meio de uma estrada beirando o Rio Mississipi. Nem era longe, devia ser um pouco mais afastado que o Afton Alps.

Treasure Island - Resort & Casino

Chegando lá fiz meu cartão, gratuito, que serve pra identificação lá dentro, não para jogar, já que as apostas são em dinheiro mesmo, no cash. Rapaz, mas o lugar era gigante. Mas o que tinha daquelas máquina caça níquel no local não era brincadeira. Meu amigo, era muita máquina, de tudo quanto é tipo. Interessante que nessas máquinas a maioria eram pessoas idosas. Dando mais uma volta vimos várias mesas do pessoal jogando 21, aquele jogo de baralho bem simples. Tem um dealer, o cara que fica distribuindo as cartas e umas cinco cadeiras do pessoal que está dentro do jogo, e você pode sair e entrar qualquer hora, é só ir trocando dinheiro por ficha, e vice versa. O que impressionava era a habilidade dos dealers, rapaz, os caras tinham muito estilo, eles distribuem as mesas nas cartas com uma rapidez e precisão impressionante. Depois vimos umas mesas de poker, cara fiquei com muita vontade de jogar, já que jogo de vez em quando em São Paulo, onde a gente aposta geralmente R$ 2 ou um ticket de bandejão, mas lá era no mínimo US$ 20 pra entrar na mesa, e imaginando que com certeza os caras lá jogavam muito mais que eu, com certeza eu não joguei. Mas acredita que eu fui jogar nos caça níqueis? Joguei dinheiro fora? Não, olha a história.
Cartão do Cassino

Acontece que a gente foi num determinado dia da semana, terça feira. Nesse Cassino todas as terças feiras (pelo menos no período que eu estava lá) eles simplesmente distribuiam dinheiro de graça!!! O quê??? Eu tou falando muito sério, logo depois que a gente entrou eu fui pegar uns dólares gratuitos, isso porque eu entrei sem pagar nada e também não paguei nada pelo cartão. Cara, nós simplesmente entramos numa sala, mostramos nossos cartões do Cassino e entramos numa fila pra rasgar uns papéis. Tá parecendo esquisito? Rapaz, era esquisito mesmo, você entra numa fila, na sua vez uma mulher lhe entrega uma cartela com uns cupons, você pega os cupons e vai rasgando, dentro deles tem um papel, pode ser só algum desenho ou então tem escrito: US$ 1, US$ 5, US$ 0,50 !!! Cara, muito loco, juntando meus cupons eu consegui uns US$ 4. Daí você troca os cupons por dinheiro na saída da sala! Perfeito! Hehuaheu.
Pronto, agora eu estava pronto pra jogatina! Decidi jogar nos caça níqueis, eram os mais baratos, dava pra apostar diferentes valores, dependendo da máquina. Fui em umas que tinham apostas de US$ 1 pra poder meu dinheiro render, heuaehuae. Na verdade primeiro esperei o pessoal jogar pra ver como era, mas nem adianta, é pura sorte. Sei que joguei uma vez, nada, outra vez nada, uma outra consegui US$ 0,02!

Voucher valendo míseros 2 cents

Mas então a minha sorte estava para mudar. Apostei a última vez, dessa vez não deu pra acreditar, fui apertando os botões, fiz um sequência de umas figuras doidas lá, era mais de uma tentativa por jogo, só sei que comecei a acertar umas e o meu dinheiro começou a subir, não lembro direito porque o jogo era rápido, sei que no final eu tinha ganho US$ 21 !!! Aaahhh! Ganhei, ganhei! Caramba! Quanto dinheiro! E lá saiu meu voucher, o cartão que você usa pra trocar por dinheiro na saída. Fiquei com os olhos brilhando, meu amigo, não gastei nada pra vir pra esse Cassino, ganhei dinheiro de graça, que me rendeu muito mais ainda! Nossa, que lugar maravilhoso, huehuaeh. Agora imagina, depois de ganhar essa grana a vontade que dava de continuar jogando era grande, mas logicamente eu sabia que iria perder tudo se continuasse, e me contentei com esse dinheiro, não joguei mais.
Mas depois ainda fomos comer no restaurante de lá. Rapaz, a parada lá era a seguinte, você pagava a entrada e lá dentro era rodízio de tudo. Custou US$ 15, mas valeu a pena, mas tinha comida nesse lugar. Tinha carne, peixe e frango de muitas formas, e vários tipos de salada. Além disso sobremesas variadas também inclusas. Era doce, sorvetes, bolos, etc. Rapaz, eu comi dois pratos e de sobremesa fiz um sorvete gigantesco com tudo que tinha lá, coberturas, amendoim, chocolate, e mais um monte de coisa, heaehuea, ficou muito engraçado porque ficou todo colorido.
Depois disso foi pegar a carona de volta e dormir porque o outro dia seria uma quarta feira, day off, e a programação estava também muito boa.

Monday, January 24, 2011

Triple Double

No meio de fevereiro foi quando eu mais trabalhei seguidamente no Afton. Eu fiz um triple double, ou seja, três double-shifts seguidos, ou seja, três dias trabalhando desde às 8 da manhã até as 10 da noite. Cara, foi loucura porque o Afton ficou muito cheio nesses dias, o que por um lado foi bom porque o dia passava mais rápido, já que eu ficava atendendo direto. Outro ponto bom, quer dizer o melhor, é que ganhei bastante nesses três dias.
O que aconteceu é que eu trabalhei durante um feriado grande nos EUA, o Dia do Presidente. Segue a explicação: "Comemora-se o Dia do Presidente. Inicialmente , comemorava-se apenas o dia do nascimento de George Washington, o primeiro presidente americano, ainda com ele em vida, no dia 22 de fevereiro. Depois, e uma vez que Abraham Lincon nasceu em 12 de fevereiro, passou-se a celebrar conjuntamente os seus aniversários. E, prá ninguém ficar achando que há uma preferência por um ou outro, instituiu-se a terceira segunda-feira do mês de fevereiro para a celebração. Já no século XX, este dia designou-se “President’s Day” como forma de homenagear todos aqueles que serviram o país como seus presidentes."
Como o feriado é obrigatoriamente na segunda, vira um feriadão de três dias. Cara, ficou bastante cheio o Afton, e eu trabalhando direto logo nem esquiei nem fiz snowboard esses dias, o que nem é tão ruim, pois com as montanhas muito cheias você tem que ficar tomando cuidado pra não bater em alguém, logo tem que ir mais devagar.
Outra coisa interesssante, foi nessa época, meio de fevereiro, que a neve começou a derreter, alguns pontos já dava pra ver bastante o verde, pois a temperatura já chegava algumas vezes acima de zero graus Celsius, apesar de que ainda nevava de vez em quando.

Muitas fileiras de esqui, tenho que pegar o certo pra cada pessoa

Snowboards

Pessoal esperando pra pegar os snowboards e botas

Atendendo a gurizada, cara, aqui era até engraçado, porque eu tenho que ler a tabela, ajustar com chave de fenda, e no caso dos esquis pra crianças a gente até encaixa a bota no esqui em cima do balcão pra garantir, e eles ficam olhando a gente fazendo tudo isso quase de boca aberta, heuaheuae

Sérgio pegando esquis

Essa entrada do Rental ficava lotada que às vezes até a porta ficava aberta porque a fila não cabia inteira dentro do Rental

Saturday, January 22, 2011

Ice Fishing - Imitando os esquimós!!! (2)

Continuando o ice fishing. O outro modo de pescar era com vara de pescar mesmo. Eram umas varetinhas pequenas, porque a gente ficava bem do lado do buraco sentado em uma cadeira. E ou a gente deixava a vara no chão mesmo e pegava quando começasse a se mexer, ou ficava sentando segurando. Só é bom ficar agitando a vara de vez em quando pra agitar a isca e atrair os peixes.

Muitas varas pra pescar

Aqui uma varetinha no chão esperando um peixe morder

Pescando sentado na cadeira

A gente fazia vários buracos um do lado do outro, e assim ficava todo mundo sentado perto do outro, e daí era só conversar e esperar um peixe, como nessa foto, onde tem três buracos juntos


Bem rápido eu peguei um peixe, com essas varetinhas normalmente a gente pegava peixe pequeno, pois usávamos iscas menores, e com a armadilha da bandeira eram peixes grandes

Golden Retriever vigiando a armadilha

E assim o lago foi ficando todo marcado de rastro de carros e pegadas, quando chegamos ele estava totalmente plano

De repente começaram os preparativos pro almoço, eu nem tava com fome ainda. Lógico que eu imaginei né, hoje vamos comer um peixe frito, rapaz, vai ser muito bom, ainda mais que faz tempo que não como peixe. Ledo engano, imagina só o que teríamos pro almoço? Cara, esse povo realmente se alimenta mal, meu amigo, o almoço foi simplesmente batata frita, linguiça, churrasco e pão. Cara, eu fiquei impressionado, os caras vêm fazer ice fishing e trazem churrasco pra comer? Pelo menos traz um peixe de casa né, hueahueh. Pra acompanhar lógico que era refrigerante né, tirando isso tinha um tal de molho babercue, parece catchup e é meio picante. Rapaz, não consegui achar nada saudável na refeição.

Olha só que beleza o nosso almoço, pior que nem tinha arroz, nem farofa, nem vinagrete, só gordura e massa

E o churrascão tava quase saindo

Vai preparando mais que a comida tá boa hein, chefe

E haja sal pra tacar nas batatinhas

Roubando umas batatas enquanto o churrasco ficava pronto

E olha lá! Nosso almoço ficou pronto! Resumindo, pra mim foi hamburguer com batata frita, mas tava muito bom

E lógico que a cachorrada também teve seu almoço

E agora a pergunta, mas e os peixes que nós pescamos? Bom, eles foram simplesmente devolvidos ao lago, buraco abaixo. Eu entendi que eles faziam isso como uma forma de preservar os peixes do lago, ou seja, o objetivo da pesca no gelo não era ir lá pegar os peixes pra comer. É apenas uma pesca esportiva, pra reunir a família e passar o dia em cima do lago congelado. Eu sei que esse dia em cima do lago congelado quem quase congelou fui eu. Cara, meus dedos do pé começaram a doer. E cada vez ficava pior, eu percebi que eles tavam era congelando, já que meu pé estava um pouco molhado. A bota que eu tava usando acho que não isolou meu pé todo. Chegou uma hora que eu não aguentava mais. Falei com o pessoal e eles falaram pra eu entrar dentro do carro. Fiquei então dentro do carro com o aquecedor ligado bem forte, tirei a bota e as meias que eu tava usando, estavam todas úmidas, e os dedos dos pés eu já não estava mais quase nem sentindo. Foi aí que o cara que trouxe a gente me deu uma meia limpa e seca, que ele falou que eles sempre trazem quase alguém precise. Era uma meia bem grossa, e ainda por cima eu andei coloquei dois aquecedores dentro da meia, que são aqueles saquinhos com uma substância dentro que aquece quando fica dentro da meia. Só então voltei pra pescaria.

Muita neve no lago


O almoço acabou.. Já estava perto de escurecer

Três caminhonetes em cima do lago, imaginou o tamanho da camada de gelo? Encontrei a explicação: o lago precisa ter espessura entre 8 e 16 cm para que se possa caminhar em sua superfície e 18 cm para que se possa entrar no lago com um carro. Picapes requerem 25 cm de espessura no gelo.

E no final o Sérgio e o Tiago foram jogar o óleo fora lá fora do lago

Foi perto das margens desse lago que eu tirei a foto que era a principal do blog

Derramando o óleo

Vista do lugar onde nós entramos

Aqui eu provavelmente já não estava em cima do lago, mas sim em cima de terra firme

Friday, January 21, 2011

Ice Fishing - Imitando os esquimós!!! (Vídeos)

Engraçado que eu acabei não conseguindo terminar o buraco, não sei o que aconteceu que não foi até o fundo da camada de gelo.

Fazendo um buraco no gelo

E aqui foi uma tentativa frustrada de pegar um peixe com a armadilha da bandeira, o Tiago na hora de puxar a linha deixou ela inclinada, dessa forma o peixe pode bater na beirada da camada de gelo e se soltar, que foi o que aconteceu, ele deveria ter puxado a linha perpendicularmente ao chão. E os cachorros, lógico, correndo atrás da gente, hueaheua.

Correndo atrás da bandeira

Thursday, January 20, 2011

Ice Fishing - Imitando os esquimós!!!

Cara, no final de janeiro eu fiz um passeio muito interessante. Está aí uma coisa que eu achava que nunca iria fazer porque parece coisa que só se faz lá pelo pólo norte, coisa de esquimó. Mas rapaz, eu fui fazer ice fishing!!! Traduzindo: pesca no gelo! Faz tempo que nos tinham dito que em Minnesota é uma atividade comum. É também comum em países como Canadá, Islândia, Russia, Polônia e nos países escandinavos e bálticos. Nos EUA logicamente apenas nos estados do norte onde os rios e lagos congelam. E onde melhor do que Minnesota? Como é conhecida: terra dos 10000 lagos. Haja lago pra pescar no gelo.
Como já nos tinham falado sobre essa atividade comum em Minnesota, eu fiquei louco pra ir pescar no gelo, imagina que coisa difícil até de imaginar. O pessoal lá do Afton falou que estavam tentando arrumar um passeio desses pra gente, mas não era certeza. Eis que um dia conversando com um cara, que estava trabalhando lá apenas alguns dias, surgiu esse papo de ice fishing, e ele falou que todo inverno é tradição de ele ir com a família dele fazer ice fishing, inclusive ele estaria indo dali a uma semana mais ou menos, rapaz, e eu esqueci o nome dele, não anotei. Mas imagina, essa hora só deu vontade de me convidar, hehehhe, estava eu e o Sérgio conversando com ele, e a gente falando que devia ser uma coisa muito interessante, que a gente nunca nem tinha imaginado ir alguma vez, etc. Eis que surge o convite, vocês não querem ir com a gente? Opa, é lógico né! Hehehhe. "Pensando bem, eu acho que vocês podem ir com a gente, eu falei com uns outros amigos de vocês e eles também ficaram muito interessados em ir, acho que cabe no carro, posso passar na casa de vocês, é aqui perto, vocês topam?" Huheuaheu, isso lá é pergunta. Lógico que a gente topava de qualquer jeito.
Foi então que em uma bela quarta feira, day off, ele foi nos pegar em casa, tanto eu e o Sérgio, quanto o Tiago e o Samuel na casa deles, que são outros brasileiros amigos nosso. Cara, primeiro fiquei impressionado com o carro do cara. Meu amigo, o carro era um tal de Suburban, uma caminhonete gigante, cabia 7 pessoas com folga, quer dizer, com luxo. O chão do carro era todo num carpete espesso e macio. O GPS do cara era acoplado no painel, e quando ele dava ré na tela do GPS aparecia tudo atrás do carro, nem precisava usar o retrovisor. Até a porta da mala do carro, que é consideravelmente grande e pesada, era no controle remoto! E claro, não precisa dizer que é marcha automática né, como quase todos os carros nos EUA são. E um dado interessante, esse é o carro mais antigo ainda em produção no mundo, o início da produção foi em 1935.

Dentro do Suburban

Depois que ele nos pegou em casa, de manhã cedo, nos fomos até a casa dele. Já da pra imaginar né, a casa também era bem da hora. Ele até nos convidou pra tomar café da manhã com eles. Comi um pouco lá. Detalhe, quando chegamos na casa dele, contando com o carro que a gente veio eram 4 carros na garagem, sendo 3 caminhonetes, e um BMW modelo bem antigo. Depois o preparativo pro ice fishing, pegar todos as ferramentas necessárias e ainda tirar a licença para pescar! Ainda tem essa, não pode ir pescar sem licença do estado. Passamos então por alguns lugares pra pegar varas, iscas, comida, etc. Além desses apetrechos, o que mais levamos? Os dois cachorros dele, dois golden retrievers ainda um filhotes. E então fomos a um Walmart tirar a licença para pescar do Estado de Minnesota. Claro que não foi de graça né, US$ 9,50. Mas demorou um pouco, tivemos que dar o passaporte e todos os nossos dados.

Preparando as caminhonetes na frente da casa

Fishing License do estado de Minnesota

As outras casas da vizinhança

E então estávamos prontos pra ir pescar, nós fomos no Suburban e o pai dele foi em outra caminhonete levando outros ferramentes que precisávamos. E agora, onde vamos pescar? Cara, eu lembro de ter entendido que era um lago privado. Eu acabei não entendendo direito essa história, mas pelo que disseram aquele lago não era pra qualquer um, não sei se era só da família dele ou algo do tipo. Pelo menos o lago foi só nosso o dia inteiro que ficamos lá. Sei que fomos seguindo a estrada, depois entramos num caminho meio estreito entre umas árvores, e quando menos esperava já estávamos passeando por cima do lago! Dá pra imaginar que a camada de gelo é bem espessa, pra aguentar um carro desse tamanho cheio de gente.

Suburban em cima do lago congelado

Um lago inteiro só pra gente, no meio da foto, no fundo, a entrada do lago

Logo que descemos do carro, comendo bolo

Cara, imagina que lugar da hora, um lago consideravelmente grande, cheio de neve, onde você pode andar com o carro pra qualquer lugar. Fiquei impressionado foi com os cachorros, os bichos não sentem frio! Rapaz, como eles podem ficar em cima da neve, deitar no gelo, e não sentir frio? Eu fui com três casacos, já que fomos pra lá pra ficar no frio mesmo, do lado de fora. Sorte que lá não tinha vento forte, se não aí seria complicado, a temperatura não lembro muito bem, mas deveria estar entre uns -5º C.

Um dos nossos equipamentos, um sonar para saber a profundidade do lago em vários pontos

Brincando com os cachorros
E uma bola de futebol americano



Olha como essas fotos ficaram da hora

O primeiro passo então era fazer os buracos no gelo. Para isso tínhamos uma espécie de uma britadeira, não sei direito como é o nome da ferramenta, no próximo post coloco o vídeo fazendo um buraco. Daí fizemos vários buracos em diferentes pontos do lago, alguns eram bem distantes um dos outros. Com uma escumadeira tiramos o excesso de neve e gelo ao redor pra não ficar caindo dentro do buraco. Depois de feito o buraco tínhamos dois modos de pescar, ou era armadilha ou pesca com vara. A armadilha era mecanismo que eles já tinham pronto. Como dá pra ver na foto abaixo era um armadilha com uma bandeira. Colocávamos a linha com a isca dentro do buraco, e o suporte em cima com a bandeira encaixada. Quando um peixe fisga a linha a bandeira se levanta, e assim podemos ver de longe e sair correndo pra puxar a linha. Essa era a única hora que fazia até calor, depois de uma corrida atrás de uma bandeira que estivesse bem longe eu fazia era tirar um dos casacos. Engraçado era que a gente saía correndo atrás de bandeira e os cachorros vinham atrás.

Retirando o excesso de gelo e neve ao redor do buraco com uma escumadeira

Armadilha com bandeira

Iscas

Preparando a armadilha, colocando a linha com isca dentro do buraco

Saca só a espessura da camada de gelo

E não foi que rapidinho eu peguei um peixe com a armadilha da bandeira? Uma bandeira levantou, eu sai correndo atrás, puxei a linha e senti o peso, era um peixe grande, olha o tamanho do peixe na foto abaixo.

Primeiro peixe que eu peguei no ice fishing

Continua no próximo post...